Artistas vs. Cristão vs. Arte vs. Igreja

Tudo que escrevemos tem a ver com aquilo que ouvimos ou vemos e algo dentro de nós que não consegue calar sem se expressar.

Essa reflexão foi baseada em uma carta escrita em 2009, pelos participantes de um evento chamado ” Som do Céu”, formulada por grandes artistas cristãos e pensadores.

Penso eu, ter ela sido escrita na excelente intenção de trazer unidade e esclarecimento para a  igreja, enquanto instituição, sobre como deveria ser vista a arte e o artistas.

Sem o intuito de crítica, mas de reflexão em cada linha, o texto abaixo foi escrito…

CRISTÃO:

Quem é?

É aquele que entendeu o amor do Pai e senhorio de Cristo, permanece em Jesus, sabendo que tudo que vive deve ser por meio de Cristo, através de Cristo e para Cristo.

Sabe da história da humanidade: …depois que entrou o pecado na história humana, Deus dando uma oportunidade de sermos livres e de termos uma nova chance de nos relacionarmos consigo mesmo, nos dando Vida e  Vida em abundância.

Como vive?

Sendo  cristãos procura entender e andar na graça .  Afinal Cristo nos aceitou desde o começo como somos sabendo dos riscos das nossas escolhas.  Assim podemos escolher racionalmente abrir mão da nossa própria vida (escolhas, sonhos, vontades)  por Ele.  Deixando-O viver e reinar dentro e através de si.  O cristão sabe  que continuará a ser humano enquanto no mundo, mas santo enquanto Jesus permanece dentro dele. Percebe que terá de viver a dualidade de se almejar algo, mas reconhecer que muitas vezes não conseguirá alcançar.  E mesmo quando consegue, percebe que não foi sozinho.  Sua vitória veio com a ajuda divina.

Vive e pratica aquilo que conhece e o faz de acordo com a sua cosmovisão bíblica (ou mesmo humana).  Busca ser honestos com quem é e com a forma com que vive, apesar de saber que aquilo que intenciona vai muito além de si.
O que o permite ser REAL e honesto é o amor vindo da aceitação do Pai, que chega a ele por quem é e não pelo que se tornaria ou produziria.

Como é seu relacionamento com o próximo?

Quanto aos  relacionamentos… o cristão se espelha em Jesus, que não comunicava tudo o que passava dentro dele, mas compartilhava a parte que cabia a cada grupo, a cada indivíduo. O objetivo dele estava na edificação do outro e não de si próprio. Sensível a voz do Pai…

Devaneando uma pouco a respeito da liberdade de expressão do cristão…

Como é possível alguém ser livre e saber até onde convém a sua liberdade? Será que dizendo não para seus impulsos, ou fazer algo que lhe permita sentir-se livre? Qual seria então a verdadeira definição de liberdade? Será que a liberdade não vem da simples possibilidade de se poder escolher?…

Que grande paradoxo é ser Cristão! Sabemos o que fazer, mas nem sempre o fazemos.

A essa altura você deve estar se perguntando a onde eu quero chegar. Acompanhem meu raciocínio que chego lá. Paciência…

Já que cobrimos onde se fundamentam os valores do cristão…

Partindo do ponto que  o ser humano age em cima de seus valores;  me vem uma pergunta:  – Qual tem sido os frutos de vida  que tenho colhido dessas escolhas? O meu benefício tem sido o centro dessas escolhas? Ou , será que tenho permitido Cristo viver através de mim? Eu digo que Ele é o Senhor, mas me acho no direito de dizer e  agir com os outros da forma que quiser, seja por simples opinião ou desabafo… Quem é realmente o dono minha Vida?o que tenho transmitido com minhas palavras e vida?  Eu ou Jesus?

Mais uma vez você se pergunta… Mas o que tem a ver essas perguntas??? E eu te digo:

Ao responder essas perguntas, poderei me aprofundar na razão pela qual me expresso, sobre as minhas escolhas e crenças, em diversas áreas… na medicina, na arte, na advocacia, no salão de beleza, em casa, lecionando com coerência e não por inércia…

A comunicação do cristão…

Será que tudo o que sei e vivo deve ser expresso de uma mesma forma para todos? Ainda me atrevo a perguntar? Será que todos estão prontos para o que tenho a dizer.  Será que para todos está reservada a interpretação das parábolas? Ou para os próximos, discípulos?… Será que o que temos dito e feito publicamente não vem mais de uma necessidade de nos afirmar, de nos encontrar,  naquilo que acreditamos, a nossa fé, mais do que a convicção de ser o mais efetivo para apontar pra Jesus ao próximo?

Por que digo isso….

os nossos testemunhos falam muito mais a nosso respeito e do que a respeito da mensagem do Reino – justiça, amor, alegria, paz, mansidão… Quando vivo pra Cristo é porque decidi, mesmo sendo livre, me fazer escrava do Seu amor, do Seu Reino…

Vamos então com esse raciocínio para o próximo tópico

ARTE:

Como tento definí-la (dura tarefa)

É a pura expressão de um ser, usando tudo aquilo que é para se comunicar. Comunicação da VERDADE.  É de beleza inerente, inexplicável, divina…Tem que ser algo orgânico, podendo ser algo expontâneo, ou ainda adquirido através de provocação (intencional)…

A arte é tão importante quanto a biologia, ciência tecnológica, medicina, matemática,… Arte de questionar, arte de pensar, arte de ser…

A questão é que hoje a igreja instituição tem tido dificuldade de entender que a arte se expressa por quem se é, e não por aquilo que se quer ser.  Tudo aquilo que é artificial pode até ter excelência, mas não expressa a mais profunda ARTE – SER.

Agora...

A arte é um instrumento de comunicação onde aquilo que se está sendo comunicado, depois que sai do mensageiro, não tem mais domínio do seu criador.  Ela toma a forma dos valores e leitura daqueles que a apreciarão a analizarão.  Podendo tomar diversar formas de acordo com a cosmovisão de cada um.

ARTISTA CRISTÃO :

Um cristão que se comunica com Arte…

Não precisa ter forma, mas uma origem. Se vem de alguém que ama Cristo, está sob influência de um coração redido à Ele. NÃO tem limites  (enquanto nasce do abstrato e pura expressão apesar da estética) e NÃO é perfeita (enquanto se manifesta através de seres imperfeitos), mas tem origem…

Um lugar  onde se pode dizer tudo o que somos, mas ainda assim procurar em tudo isso perceber, um rumo, ao direcionarmos para o próximo, pois… se estamos em Cristo não vemos os nosso interesses, mas os do PRÓXIMO.

É a liberdade em expressar o ser e a liberdade em nos comunicar, mas assim como nosso Pai é ilimitado, Soberano,  mas escolheu se limitar por amor, nos dando escolhas.  Penso que, se queremos ser como Ele, deveríamos questionar ao criarmos… Será que estou transmitindo o verdadeiro evangelho que me foi apresentados para viver, ou aquele onde faço o que quero e mostro o que quero com tanto que tenha o resultado que queira(de forma inconsequente)? Colocando uma forma “santa” ou uma forma “acessível” que não mede as consequências.

ARTISTA CRISTÃO NA IGREJA (toda vez que colocar igreja me refiro a instituição):

Seja músico, artista plástico, dançarino, escultor…

Estou cansada de ver a descriminação do artista em relação a igreja,  assim como acontece com o músico que muitas vezes nem artista é.

É como se defender a cor negra, dizendo e provando que é sensacional ou superior. Sendo que enquanto pessoas, somos todos feitos BONS , a imagem de Deus. E desde quando existe padrão para se fazer uma comparação? Somos únicos.

Quando temos que defender algo é porque de alguma forma não existe a certeza do SER. Uma coisa é apresentar para quem não conhece, outra coisa é defender.  Jesus não fez questão de se defender. Ele exigiu justiça(no templo),  não por defesa, mas por uma autoridade que lhe foi dada.

Ao separarmos os artista, de  médicos,  advogados,  lixeiros e assim por diante estirparemos  sua função na sociedade… colocamos uma plástica espiritual onde tudo é para ser sagrado, enquanto somos cristãos, dentro ou fora da “igreja”. Se pararmos de fazer a dicotomia entre sagrado e secular, vamos parar de querer que os “artistas” e “músicos”  sejam especiais.

TUDO o que fazemos deveria ser santo, enquanto Cristo habita em nós, e humano enquanto Jesus veio como homem para ser  como nós.  Vamos parar de separar as coisas e analizar se realmente entendemos no nosso coração o que significa realmente SER CRISTÃO. Chega de polemizar a arte!!! Deixem a responsabilidade com o indivíduo e Deus. No máximo agiremos como irmão em Cristo com o indivíduo e não com o profissional.  Nós somos responsáveis em como recebemos as informações, chega de querer controlar tudo e todos.

O Pai do filho pródigo não o fez, porque nós o faríamos?

Quando precisamos fazer uma cirurgia, não dizemos para o médico como ele deve proceder.  Se ele crê em Jesus ou não. Nossa responsabilidade está na escolha antecipada, ao nos informarmos se ele está apto ou não a nos operar. Agora após a nossa escolha, enquanto nos opera, não nos cabe interferir tecnicamente.

Temos que aprender que assim também é em todas as áreas na sociedade inclusive a música. Temos que aprender a colocar as coisas nos seus devidos lugares. Cada coisa tem seu espaço. Não por ser santo ou secular. Isso não existe. A vida é algo integral onde o ser vive em relacionamento com seu criador sendo a responsabilidade pelo que se cria ser real com o que vive (tentando viver de acordo com a palavra ) e a do cristão que ouve e recebe filtrar o que é real. Então deixemos Deus ser Deus. A música não é mais sagrada do que todo o resto da criação.  Afinal Deus criou todas as coisas fazendo-as  subsistir Nele, para Ele e por Ele. O artista passa a vida, como a entende e somos responsáveis pelo que vamos deixar entrar. Seja dentro ou fora da igreja.

Sendo assim peço encarecidamente  …. parem de criticar o Bono (vocalista da Banda U2). Se ele é cristão ou não Deus sabe, mas mesmo que não for, temos muito que aprender com ele que está dando muito mais frutos de justiça que muitos cristãos por aí.

Acho que temos muito ainda que aprender…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s