Quando caímos do bote…

Reach-out

Quando o tempo que se para é longo, a volta é tão estranha… O que dizer, como conectar novamente.

Eu resolvi escrever pra aqueles que algum dia já experimentaram a depressão e que sofreram em um mundo, onde essa doença é vista sobre uma lente de preconceito cego. Se tenho câncer a aceitação é imediata, mas quando é depressão, soa como se imediatamente julgamentos a respeito são feitos; da sua fé; da sua “sensibilidade”; do seu relacionamento com Deus são formados. Não culpo quem o faz, pois na maioria das vezes nunca estiveram nessa posição e realmente é difícil ter compaixão de algo tão longe…

Eu tentei lutar por muito tempo contra ela. Eu via meus pais lutando com remédios pra depressão e sempre conversando sobre aconselhamento, terapia,… eu mesma era uma que julgava. Eu achava que pelo fato de desde cedo me informar e aprender técnicas de aconselhamento, ser aberta pra oração, e enumeras sessões de cura interior, nunca precisaria enfrenta-la. Quando ela me atingiu eu não estava preparada…lutei, muitos anos. Eu já era missionária quando percebi que a coisa estava fora de controle e isso foi o que mais pesou. Como posso ajudar outros, se eu não sei o caminho pra mim mesma. Você já passou por isso? Tentando ensinar o próximo a nadar, quando você está se afogando…Lutar tanto tempo contra algo e esse te alcança.  Está a sua porta e você não sabe o que fazer ou como pedir ajuda…

Bom… Queria compartilhar a minha caminhada, para comfortar a dor dos que como eu, participam ou participaram dessa dor e para aqueles que quiserem caminhar comigo.

Eu passei por todas as fases; negação, ira, crítica, fuga, dormência e luto. Fui pra Deus em todos os momentos, questionei, gritei e descabelei. Eu só conseguia ver Ele agindo ao meu redor, em silêncio.  Não entendia o que Ele estava fazendo em mim ou na minha vida, nada fazia sentido. Me parecia que Ele queria assistir o que estava acontecendo comigo, sem interferir. Eu não conseguia mais ouvir a Sua voz ou seu sentir seu agir.

No começo da caminhada, me manter ocupada ajudava a não pensar em quão só eu me sentia. Ajudando as pessoas parecia que preenchia o vazio, pelo menos por algum tempo…  Quase não tinha tempo de qualidade com os meus filhos, pois sempre estava ocupada. Em missões ainda é mais fácil, porque você pode dar a desculpa que é pra Deus e ainda recebe elogios, pois quem é que vai te falar para ir mais devagar no trabalho do Senhor…

Ao passar do tempo, eu já não conseguia esconder mais os altos e baixos. A vontade de me isolar. Tentava estar com as pessoas, mas a solidão era muito grande. Queria ficar em casa e me sentindo super culpada por não conseguir fazer nada. As pessoas me perguntavam o que estava fazendo e não conseguia responder. Quando você sabe que tem capacidade e talento, mas não consegue se mover a dor é insuportável!  Você se sente amarrada; amarras invisíveis.

Mais uma vez, fui pra Deus.  Falava com ele que eu precisava de direção, de cura. Eu cheguei a conclusão que precisava aceitar que sofria de depressão. Foi então, que Ele conseguiu me ajudar a começar a caminhar… me disse pra assumir e procurar ajuda.  Procurei um amigo médico e depois de uma consulta, foi constatado que uma das razões da minha depressão era porque eu não produzia serotonina e isso fazia com que ficasse sempre cansada e deprimida. Depois que comecei a tomar o remédio, me senti como se pela primeira vez pudesse caminhar.

Pensei que tinha terminado… foi depois de 1 ano que a depressão voltou. Diferente da primeira vez, eu tive ataques de pânico, meu cérebro estava totalmente nublado e não conseguia conduzir uma conversa. Pensei que o remédio não estivesse mais funcionando. Mais uma vez, fui pra Deus.  Dessa vez eu tinha a convicção de que seria uma jornada e não uma receita fast food.

Depois de muito tempo chorando e agonia. Não saia mais do quarto. Disse pra Deus que eu não ia mais a lugar algum, que se Ele quisesse ele ia ter que me tirar dessa situação! Eu estava cansada de lutar. Foi nessa hora que meu telefone tocou. Uma amiga me chamava pra fazer parte de um grupo de apoio, que ajuda pessoas a enfrentarem seus maus hábitos, dores, fugas, vícios… Com o ensino, aprendi mais como Deus fez o ser humano e como o nosso cérebro é programado pra fugir da dor e correr para o comforto, mesmo esse sendo prejudicial a você. Com outras amigas aprendi que mudar a direção, muitas vezes, é muito mais que uma decisão, é necessário ter humildade de pedir ajuda de fora pra caminhada. Eu achava que só indo pra Deus sozinha era suficiente. E não me entenda mal,  Ele É a fonte.  Penso ser fundamental que na primeira parte da caminhada, ser imprescindível que nos voltemos exclusivamente pra Ele (a sós), pra aprendermos a ouvir sua voz, entender Seu amor e temor, mas a caminhada continua e, como parte nova dela, entender que além de Deus ser meu pai e me relacionar a sós com Ele, a cada dia, Ele nos fez parte também de uma família. Deus nos fez pra nos relacionarmos e foi quando percebi o quanto caminhava sozinha, mesmo ajudando pessoas ou tendo elas ao meu redor eu estava só (como sentir o sabor de uma bala com a embalagem ao redor). Entender como caminhar com Deus é refletido também como nos relacionamos com outros.

O mais difícil foi assumir isso. Que precisava de alguém.  Pedir ajuda nas minhas quedas e deixar que me ajudassem. Eu queria ser independente! Não queria precisar de ninguém, só que precisassem de mim. Queria defender Deus dizendo que Ele era poderoso pra, sozinho, me curar. Até que entendi que, as vezes, Ele se abstêm, porque Ele quer que nos relacionemos. Ele quer que oremos um pelos outros, que sejamos vulneráveis e nos comuniquemos de forma mais profunda e pessoal. A nossa sociedade nos empurra pra estarmos ocupados e sermos auto-suficientes, superficiais, mas ela não dá uma solução pro vazio que isso causa. Estamos nos afastando um dos outros, contando com fotos na internet pra nos trazer companhia, postando textos que estão tão longe da realidade do que estamos passando ou vivendo a vida dos outros em suas fotos, porque a nossa está tão destruída. A internet não é mais o meio, virou o fim. Não sabemos mais conversar. Ficamos um do lado do outro com os telefones na mão, na ilusão que estamos juntos.

Não estou aqui pra pregar contra a tecnologia, pois ela auxilia muito. Até mesmo por morarmos longe da família e de amigos e precisarmos dela pra manter contato.

Estou compartilhando aqui a dificuldade de perceber e de tentar sair do buraco onde quase tudo que está ao redor te faz deslizar mais e mais fundo. Pra conseguir sair é preciso de ESPERANÇA e FÉ pra se arriscar a deixar tudo pra trás. Sair do virtual e caminhar num lugar assustador chamado VULNERABILIDADE.  Expressar à pessoas confiáveis o quando necessitamos delas e poder dizer o quanto estamos feridos. Chega de ilusão! Seja com computador ou sem, precisamos viver no mundo real! Onde Deus é suficiente! Onde Ele direciona! Onde Ele proporciona o conforto de ter pessoas ao lado pra caminhar (isso se você ao menos se arriscar). E se você se machucar, percebe onde precisa ajustar e volta a tentar. Não dá pra desistir de Deus e não dá pra desistir das pessoas. Fugir só nos leva mais longe de quem realmente somos e de quem fomos feitos pra ser.

Pra dar uma ilustração… Deus me deu uma imagem de onde estava. Eu estava fora do bote em uma corredeira perigosa. Descendo rápido, com pedras ao redor e água entrando pela minha boca. O que estava tentando fazer era tentar nadar pra não me afogar. O que não entendia é que, quando se está nessa situação, o óbvio a fazer é o que te pode matar. Nadar não era a solução nesse caso, mas abrir mão do controle de solucionar por conta própria e confiar no processo ao colocar suas mãos no peito, deitar (boia) e deixar a correnteza te levar até o lugar onde as águas estão mais calmas e poder, aí então, nadar e achar um lugar pra ficar de pé. Parece ridículo, porque quando você faz isso as águas não ficam menos ferozes, você ainda bebe água, ou se bate nas pedras, parece até um ato irresponsável.  Como confiar tanto em alguém pra te levar em águas perigosas, sem um bote ao redor?! Mas quando se decide abrir mão do controle e tentar mesmo com o medo, quando deixamos Deus nos guiar sem direção ou entendimento, uma paz sem tamanho toma conta de você.  Paz de saber que mesmo que as águas ao redor estejam querendo te tragar, “tudo vai ficar bem”… Creio eu, que foi o que Pedro experimentou, quando Jesus o carregou.   Jesus podia ter feito ele voltar a tona sozinho, mas escolheu dar a mão pra ele. As águas não se acalmaram, mas Jesus levou ele a salvo para o barco. Ou quando Jesus dormia na tempestade. Não parece fazer sentido né?

images-2

Pois é… se tem algo que posso compartilhar do progresso que tenho feito na minha vida, é o fato de conseguir ver o valor de abrir mão do controle de entender ou de ir pra qualquer lado. Deixar Deus me conduzir e no caminho permitir pessoas ao meu redor de fazer parte desse processo tem dado cor a minha vida.

Se você está nessa, quem é que está ao seu redor? Qual é o seu medo? Qual é a sua corredeira? Onde está Deus em tudo isso?

Não espere querer ouvir a voz de Deus em todos os momentos ou só seguir a Ele se tiver a direção, as vezes Ele ele fica em silêncio, onde nada faz sentido e precisa de direção. Ele só quer que deixe as rédeas da sua vida e, mesmo sem controle da direção, confie Nele e que isso seja suficiente. É suficiente, amar a Deus sobre todas as coisas e ao teu próximo como a ti mesmo. As respostas além disso são um detalhe e acredite em mim…elas virão.  O amor cura! Tudo pode passar, mas o amor permanece. Mesmo que o nosso corpo ainda pese ou nos afaste do caminho. Trazemos tudo pra cruz e caminhamos crendo que esse tempo aqui é passageiro e que colocamos nossos corpos com Cristo na cruz e caminhamos na sua ressurreição sabendo que, um dia, o sofrimento vai passar. Que cada dia seja vivido como se não tivesse um amanhã…

A maior luta do ser humano não é a de saber a respeito do amor de Jesus e fugir do inferno, mas sim de decidir abrir mão do controle de sua própria vida, aqui e agora,  confiando que ESSE AMOR é suficiente.  Suficiente pra te dar A vida.

Orem! Compartilhem sua dor com aqueles que podem te ajudar! Não fiquem calados em frente a TV, ou comendo chocolate, ou mesmo ocupados no trabalho ou em viagens. Não se enganem, não fujam, e acima de tudo, saibam que não estão só nessa caminhada!

Verão em Kona

Começar sempre é um problema pra mim,rsss…

Vou começar pelas notícias da família (assim fica como um diário de bordo)

Antes de começar! A minha oração é que ao lerem, reflitam em suas próprias vidas. Deixem que as coisas que cheguem aos seus olhos tragam verdade e transformação pra vida de vocês de alguma forma.  As mudanças e a vida abundante vem do ouvir e aplicar. Não quero que leiam sobre nós só pra saber o que está acontecendo, mas que Deus traga uma fagulha em seus corações de forma a gerar vida nos sonhos de Deus pra vocês; o desejo de serem parte ativa no seu Reino, entendendo que só temos essa vida pra completar grandes coisas, na eternidade tudo será comum e paz, mas não teremos oportunidade de ver o poder da transformação do evangelho.  Veremos o seu resultado. Lá vai ser um lugar para se viver eternamente o que ouvimos, o amor, a paz e a alegria. O importante é saber que podemos oferecer isso, já! Mesmo que imperfeito.

Rapha:

  • Está muito envolvido com trilhas pra curta metragens que temos feito pra projetos do Instituto de Filme.
  •  Ele e eu temos feito parte do ministério de louvor na igreja (Mokuaikaua). (Não tem como fugir,rss). Estamos muito animados pois é uma forma de investirmos na igreja e na comunidade. Essa igreja recebe milhares de turistas por mês e foi a primeira igreja fundada no Havaí. A história é linda quando der dêem uma olhada.
  •  Tem estudado bastante sobre música pra filmes. Quem conhece ele sabe que ele leva a SÉRIO os estudos, hahaha. Ele tem tido acesso a muitas pessoas do meio, que têm compartilhado suas experiências.
  • Além do louvor na igreja ele também tem tocado nos louvores da base e ministrado com alguns amigos da comunidade.

Bia:

  • Tem lido, escrito bastante esse verão e tem crescido muito na fé. Tem tirado lições profundas das leituras e do dia a dia com os amigos. Ela tem sido uma benção no meio onde está e me dá muito orgulho.
  • Ela tem nadado, dançado, gargalhado, surfado, acampado….a lista é enorme! Inclusive ela participou em um vídeo sobre “bulling” em um acampamento e foi um projeto na área de cinema que participou.  (http://www.youtube.com/watch?v=_WVZlr8hJpE)

Lucas:

  • Também tem feito um ótimo trabalho na leitura e na escrita (só confunde um pouco o abecedário em português e inglês,rsss). Ele teve um encontro com Jesus nessa semana passada. Eu estava ministrando pra ele algo que aprendi no curso de aconselhamento e nisso pedimos pra o Espírito Santo mostrar onde começaram os pesadelos dele, assim que o Espírito Santo mostrou pra ele, oramos e ele pediu, por vontade própria, com suas palavras, que Jesus viesse e fosse a proteção e senhor da vida dele, pra que o mal não tivesse o poder de assustá-lo mais. Ele ficou de olhos fechados e viu Jesus chegando destruindo os monstros na sua cabeça com uma “bibi gun”(arma que atira bolinhas de tinta), depois olhava pra ele e dizia que Ele era a proteção dele e que ia sempre estar com ele. Foi muito lindo!
  • Ele tem brincado bastante e sempre tem se mostrado muito bom nos esportes. Principalmente aqueles com bola ou “rip stick”(um tipo de skate).

Adriana:

  • Tenho passado o verão com as crianças, pois aqui são 3 meses de férias (looooongas férias), mas tem sido um tempo gostoso pra discipular eles. Dizem que leva 1 mês pra se criar um hábito então resolvi pegar o verão pra ensinar hábitos que, creio eu, serão úteis pra eles. Estou fazendo devocional com eles todas as manhãs (eles escolher o versículo e conversamos o que significa pra eles o que leram, procuramos ver como poderão aplicar o que entenderam no dia e no fim do dia estamos escrevendo um diário com o que aconteceu no dia e como puderam praticar as verdades que entenderam. Além disso eles tem lido bastante (é engraçado pois eles tem lido em inglês e eu tenho pedido pra escreverem em português o que estão entendendo da leitura e sai cada coisa engraçada! É difícil manter a língua fora do país, mas pra mim é fundamental!
  • Ainda faço parte do grupo de intercessão do Instituto de Filme e vamos estar ativas nos sets de filmagem. Podendo orar, conversar, cuidar das famílias compartilhando de Cristo. Assim que começarem as filmagens vamos poder influência muitos que não tem a Deus e poder trazer esperança para uma vida saudável ainda que na área de internetimento, ainda que em Hollywood.  E a nossa oração é para que seja um movimento onde a família possa existir de forma saudável e o trabalho seja feito com excelência!
  • Tenho caminhado com a Braulia Ribeiro e como tem sido uma benção estar perto dela, seu esposo Reinaldo (conselheiro e pai que admiro), sua família e amigos chegados (Becky, David, Tamy…). Tem mudado a minha vida quando vejo a seriedade da vida cristã no meio das mudanças que a vida traz. Gente que ama de verdade e que não tem medo de ser transparente vivendo o evangelho integral com a humanidade de baixo do senhorio de Cristo.
  • Estou estudando arte terapia com a Bev (esse ano ela faz 79 anos – mais de 35 anos de experiência na área ). Eu tenho aprendido tanto e a partir da semana que vem estamos vendo o campo em que vamos agir. Eu recebi um convite pra ajudar num centro assistencial a gestantes com arte terapia e também em um asilo perto da universidade e acho que é bem provável que seja o próximo passo.

Aprendendo com a Vida

Queria que conhecessem a Bev...

Ela é uma senhora incrível (imagina a Mamãe Noel! cabelos branquinhos, olhos bem azuis com um grande sorriso)!

Sua história…quando pequena venceu a póliomelite, mais tarde casou-se e teve oito filhos. Ainda com seus filhos bem pequenos teve a dor de um divórcio. Alguns anos depois resolveu estudar psicologia e arte terapia. Ajudou muitas pessoas. Quando seus filhos já estavam maiores resolveu se juntar a YWAM (Jocum).

Além de terapeuta ela também é uma artista, seus quadros são incríveis, onde ela tenta expressar a dor e alegria de realidades ao seu redor.

Por volta dos seus 65 anos a pólio começa a voltar e atacar seus movimentos. Sendo ela guerreira, não se deixa vencer pelas dificuldades! Ensina arte no curso de Ilustração com alegria e arte terapia em escolas e para alunos particulares, que é o meu caso 🙂 Ela hoje (79 anos), se move em cadeira de rodas e com muita dificuldade tem vivido sozinha, fazendo tudo sempre vencendo suas limitações. Ela mesma faz suas refeições (pensa em comida saudável…pois é…é com ela mesma!), tem seus livros em dia(sempre se mantendo atualizada), pintando e investindo na vida de muitas pessoas com sua gentileza e amizade. Hoje tem tido que enfrentar a dor de ver seus movimentos, cada dia, deixarem sua mente sem resposta. Esta ponderando o que fazer, pois entende que tem ainda muito a dar, mas que está cada dia mais limitada pelo seu físico. Vivendo o paradigma de querem  servir e amar em meio a tudo que a oprime; sabe que ,em breve, vai ter que procurar uma solução pra auxiliá-la em seus movimentos, e dores. Ela tem receio de ir embora, pois quando retira o ser humano do que lhe dá significado, ele começa a perder o propósito de vida, o brilho nos olhos. É muito dolorido ver ela nessa situação… conversando com ela por uma solução, pensamos ser uma alternativa uma instituição que pudesse cuidar de suas necessidades e que aqui custa hoje 3.000 dólares por mês ou ir ter um lugar onde teria uma companheira, que quando não pudesse mais andar ou ficasse muito fraca, a ajudaria. Gostaria muito que orassem por ela, pois como sabemos, aprendemos como outros e  um dia, todos nós enfrentaremos esse dilema, e sabendo disso, gostaria muito que outros me dessem esperança pra viver tudo o que fosse capaz, pelo tempo que Deus me permitisse nessa terra.

Bom…pensei em escrever sobre outro assunto…mas acho que Deus levou pra esse lado, então espero que algo nesse texto sirva pra sua vida!

Acho que já vou começar o próximo artigo, já que tenho tanto pra contar, rsss. Isso é que dá, ficar tanto tempo sem escrever!!! Coitado daquele que for ler. Espero que se divirtarm e sejam transformados na leitura. Desejo a vocês um tempo de contemplação de suas próprias vidas…

Um grande beijo,

Dri

Obs: Adriana Almada, lembrei de você, pois consigo imaginar você vivendo uma vida assim, cheia de aventuras até o fim! Obrigada por me inspirar a sempre estudar e querer ser melhor no que Deus me deu com tudo o que ele me deu, família, intelecto, emoções,…!

Reciclando…

Já tinha escrito o meu texto, mas queria deixar aqui um memorial antes de seguir em frente:

Aqui deixo a minha lembrança do TIO OSVALDO. Homem maravilhoso! Integro, manso, bom, generoso, afetuoso… pai, filho, amigo, tio e esposo exemplar. É de homens assim que precisamos e que graças a Deus o encontraremos no céu onde merecem estar. Aqui fica a saudade desse amigo e pra família que amo tanto um grande abraço e um sentimento profundo de vazio por não ter podido estar aí pra participar desse momento com vocês. Que Deus acompanhe vocês com as boas lembranças e a linda herança que esse nosso herói da fé deixou em Jesus Cristo. 

_______________”’_______________

Tenho recebido um monte de cartas contando a respeito do que meus amigos tem feito. O que tem influenciado, transformado. Eu tenho tanto orgulho de fazer parte de uma família em Cristo onde existe tanta riqueza e generosidade.

Outro dia estava contando para o meu pai a respeito do que tem acontecido por aqui e é realmente incrível o quanto é difícil entender a escolha de vida dessas pessoas. Não faz sentido pra o mundo em que vivemos…

COMEÇO CONTANDO UMA DESSAS HISTÓRIAS…pra deixar vocês por dentro, eu comecei a fazer um curso de aconselhamento. Ouvi de Deus que era tempo de me aperfeiçoar pra ajudar as pessoas de maneira mais efetiva e então voltei a vida de estudante desde Janeiro desse ano (2013). Tive a impressão de que Deus queria prover o dinheiro para esse curso sem que eu precisasse compatilhar pessoalmente pedindo parceiros e ajuda. Ele ia tocar as pessoas que participariam. Sem eu pedir nada, meu marido resolveu compartilhar com algumas pessoas, onde algumas resolveram se envolver, sendo duas delas da nossa família – Muito obrigada Henrique e família , mamãe e papai (dando a oferta da viúva… – como entender tanto amor?!). Eu fiquei surpresa e muito emocionada ao ver essas pessoas e outros amigos maravilhosos entrando nesse sonho comigo e fazendo parte da minha história. Pela primeira vez eu estou tendo a oportunidade de investir em mim, desde que Deus me pediu que desse 10 anos para os meus filhos…

Deus me falou muito sobre amor  quando o Rapha se levantou pra ombrar  comigo (ele é realmente o meu parceiro de todas as horas). Além disso, Deus proveu nesse tempo mais de 1500 dólares vindo de pessoas que nem conheço, sem que eu compartilhasse nada!

O MAIS IMPRESSIONANTE  foi a última oferta que recebi para o meu tempo teórico…já era o último dia, últimos 45 minutos do segundo tempo pra pagar ou ficaria de fora do curso; uma das minhas colegas de classe me procura com 100 dólares (restantes para essa parte do curso), essa não era qualquer colega, pois ela mesma era uma das pessoas que também precisava levantar sustento para o curso. No caso dela o valor era de 2.500. Eu fiquei sem saber o que fazer, completamente constrangida…como receber de alguém que precisa receber mais do que eu? Senti que precisava aceitar, no entanto, em fé de que Deus supriria o que ela precisava. No dia seguinte ela ainda não tinha o dinheiro e por isso não pode assistir classe e teria que ir embora para casa. Eu fiquei muito abalada e todos da classe nos unimos pra orar. Começamos a orar das 8  terminando as 9 da manhã, chega alguém correndo na sala, era um telefonema pra minha líder,  um conhecido que já não se falavam a 15 anos. Ele ligou pra saber o que era a nossa missão e como poderia contribuir. Conclusão…Ele pagou toda a dívida dessa aluna! Gente que loucura!Era só grito e alegria na sala ao ver essa menina entrando em lágrimas com a bondade de Deus.

Queria escrever só pra compartilhar quem é o nosso Deus…sei que no dia a dia temos tantas coisas que nos deixam pra baixo, nos desanimam, mas Deus continua sendo BOM e FIEL!

ESSA SEMANA: temos aprendido sobre o coração Materno e Paterno de Deus e é muito bom ver na prática o amor do pai por mim,  melhor ainda tem sido ver a cura Dele na vida dos meu amigos e o coração de cada um em querer levar isso pra o mundo. Estamos nos preparando agora pra a parte prática onde teremos times indo para a Korea, Vietnam e Indonésia, além de Kona (oportunidade que abriu para aqueles que ainda estão esperando a chegada do visto aprovado, como eu). Estamos muito animados em servir toda a comunidade ensinando e aconselhando. O que tenho aprendido aqui é impressionante. Tenho visto pessoas receberem cura de coisas que no geral só vi em 4 anos ou mais no mundo da psicologia ou mesmo em ministrações. Temos lidado com um material maravilhoso na área de cura integral (mente,emoções, físico,espiritual) e também outro material voltado para a área de vício e codependência.

Bom já escrevi bastante pra agora…é engraçado que enquanto estou escrevendo eu me sinto mais perto de vocês e não da nem vontade de parar…mas como leitora sei que é entediante textos longos.

Fica aqui o meu abraço.

O próximo capítulo fica pra contar o tempo prático onde Deus terá muitas oportunidades pra mostrar a sua Fidelidade.

 

TEMPO

E aí? Como é que você está?

Você já parou um segundo pra pensar nisso ou a vida tá tão corrida que não tem tempo pra refletir? Sabe aquela correria de fazer tantas coisas que quando você poe a cabeça no travesseiro a noite, não tem nem idéia do que tudo o que fez significou…dia após dia fazendo e fazendo e pra quê? pra quem? Quanto tempo faz que não consegue ouvir o que o seu filho tem pra te dizer? Ou demonstra que se importa com o que ele te conta sobre o seu dia…tantas coisas pra terminar e resolver…o que tem tornado as nossas vidas tão ocupadas que nos faz trocar o precioso por produtos e projetos?…

É engraçado como a dor da pra gente novas perspectivas…a gente tem que parar, mesmo sem querer. Como é engraçado o sentimento de inutilidade quando paramos, como se o que fizessemos nos definisse. Você já se permitiram parar, uma hora, um dia…para o que você existe e foi chamado(a)? Quem é que faz parte da sua vida? Sua família se sente amada por você ou só nutrida? Você quer que seus filhos te admirem pelo que realizou ou por serem amados? O que significa ser mãe, mulher, esposa, filha de Deus…?

Eu tenho pensado o que tem roubado o meu tempo… Quando sento cansada a noite no sofá e a TV na minha frente. As crianças correndo ao redor querendo atenção, mas parece que já acostumaram a buscar em qualquer outro lugar, né. Mamãe está muito cansada, mas vocês sabem que ela ama vocês, né… será mesmo?

NESSE FIM DE SEMANA estive muito ocupada com um evento de Natal no Campus, estava responsável pelas atividades com as crianças de toda a comunidade, inclusive convidados de toda a cidade. O evento era algo muito especial e genuíno. Cheio de coisas maravilhosas, com oportunidades de conhecer novas pessoas, receber orações, o lançamento de um filme sobre adoção de órfãos com necessidades especiais…muitas coisas. Até que algo me fez parar tudo….. no evento, havia uma parte onde você compartilhava o seu sonho. Meu filho (Lucas) foi ao microfone  e compartilhou o que era o seu sonho (isso eu fiquei sabendo através de uma amiga, porque estava muito ocupada ajudando outras crianças em suas atividades.), ele disse o seguinte: “O meu sonho era ter mais tempo com os meus pais…”. Quando ouvi isso da minha amiga, meu coração se partiu. O que pode ser mais importante do que o meu filho saber que o que mais amo é estar com ele? Mas como é que ele vai entender se eu não faço disso algo real?

Como a gente pode deixar coisas nobres nos roubar  e  cegar  a respeito do que é essencial na vida. Tempo com o marido, com os filhos…colocamos tanto lixo na frente, dinheiro, poder, “segurança”, influência, até mesmo fazer coisas pra mudar o mundo…mas será que Deus tem me pedido mesmo pra abrir mão de tanto, se ele me deu marido, filhos,… quem decidiu isso por mim? Foram as circunstancias, minha idéia de realização ou Deus? O que tenho visto é que assim como com os meus filhos, eu tenho tratado Deus da mesma forma…falo Dele, faço coisa

s pra Ele, penso até no que preciso compartilhar com Ele, mas quando é que paro pra estar com Ele? Nunca!!! O que é que tem nos escravizado a ponto da gente acreditar que a vida é assim mesmo!

Eu quero te convidar hoje a tomar um passo em direção a liberdade! A onde é que você parou de fazer o que era realmente importante ou acreditar que podia fazê-lo? PARE!!!! REFLITA!!! Não espere ser tarde demais e ver seu filho te tratar como alguém que investiu nele, como em um projeto e não uma pessoa, sem intimidade pra tocar, saber dos segredos do coração, pra curar seu machucado (dodói)…OU não se conforme com seu marido já ter, a muito tempo, perdido a esperança de poderem caminhar lado a lado como antigamente, como namorados, numa vida abundante e completa, antes de toda a correria roubar a vida das conversas, tornando os almoços silenciosos, saídas com amigos porque na verdade já ficou esquisito ficar a sós.

Vamos recuperar a vida de volta! HOJE! Não deixemos nada,

nem ninguém nos roubar daquilo que é fundamental! Sejam corajosos! Escolham pela ESPERANÇA, por aquilo que te fazia SONHAR. Filhos amados por completo e não em partes, projetos realidados propositalmente com paixão e não por obrigação, famílias reais e não só em fotografias de férias!

Sei que no geral escrevo coisas pra cima, mas o que estou vivendo é real e importante. Creio que pra você também… saiba que ainda é mais difícil quando a gente mistura que fazer pra Deus é esquecer todo o resto…Deus nunca pediu isso! Precisamos acordar enquanto é tempo! “Existe um tempo pra tudo nessa terra…” Ecl

376222_2166272884000_6173223_n

Deixe Deus te ajudar a colocar sua vida e prioridades em ordem, em perspectiva. Pare de direcionar e controlar as coisas, equilibrando-as com sua visão limitada. Deus pode te dar uma VIDA ABUNDANTE HOJE!

Memorial…

Já faz um tempo, eu sei…rsss. Fiquei pensando no que escrever, já que faz tanto tempo desde a última vez. É sempre uma crise saber o que escrever, porque minha intenção é de fazer desse lugar uma parte de mim, onde tudo o que escrevo, de alguma forma, vai fazer o dia dos leitores um dia melhor, comunicar o que estamos vivendo e ser interessante…

Bom…o que me veio a mente foi sobre quantas acontecem no nosso dia a dia que não paramos pra observar. Como é fácil esquecer ou perder o valor das coisas que aconteceram com a gente. Resolvi, então, ressaltar aqui os pequenos milagres desse último mês, não só pra saberem, mas pra eu nunca esquecê-los.

ESCOLA:

Tudo começou com um dia orando. Tive a impressão de que o próximo passo seria fazer uma escola de aconselhamento ano que vem (Janeiro), para me preparar melhor (no cuidado com os artistas que cruzam o nosso caminho)… Esse pensamento ficou, como Maria diria (mãe de Jesus), no coração.

Na minha cabeça, pensei que, seria algo pra ir caminhando e mastigando, porque é uma escola cara (2.900 dolares fora o prático) e hoje está um pouco fora da realidade,hahaha… Como tenho aprendido, obedecer primeiro, resolvi dar os primeiros passos: Falei com a líder  sobre a minha intenção de fazer sua escola, mas que ainda não tinha me inscrito pois estava  me preparando e ela me aceitou na hora sem inscrição! Ainda fiquei sabendo que fez uma carta de recomendação pra que conseguisse desconto na escola (sem me conhecer, só do que falei na entrevista – devo ter me saido bem, rsss). Até aí tudo bem, porque ficou tudo na conversa.

Três dias depois foi a surpresa…uma das obreiras da escola, minha amiga Andressa, me procurou dizendo que não teria mais tempo extra pra pensar em me preparar financeiramente (rsss), eu precisava decidir fazer a inscrição naquela semana ou eu não teria mais vaga no curso. De repente, todo mundo resolveu se inscrever pro curso!!!!… Aí começou a apertar! Eu tinha que preencher todos os formulários e pagar 70 dolares (que não tinha) pela inscrição.

Preenchi tudo. Quando cheguei ao escritório naquela sexta, disse a secretária que ainda não tinha o dinheiro,  perguntando até quando poderia pagar. Ela me deu o fim de semana. Segunda feira, ainda sem o dinheiro… já era 2 horas da tarde e o escritório fechava as 4. Deprimida por não ver as coisas acontecendo, fui a uma aula pra manter o foco. Ao fim da aula o preletor, que não conhecia (veio do Japão), veio orar por mim e a conversa foi assim:

Preletor (Pr.David): Eu estou sentindo Deus dizendo que vc tem algo nesse momento em que sente que Ele não está sendo fiel, que não está provendo pra você.  Estou certo?

Adriana (chorando nesse momento): Siiiiim!!!, sniff, sniff… Eu tenho que pagar a inscrição da minha escola e senti que Deus queria que eu descansasse, pois Ele queria fazer sozinho e que não era pra eu compartilhar com ninguém, porque Ele queria fazer sem minha ajuda, mas até agora nada aconteceu e eu tenho só mais meia hora pra pagar.

Pr.David (silêncio)Bom… Quanto é que precisa?

Eu: 70 dolares.

Pr.David:Eu não sou uma pessoa manipulavel e queria que soubesse que estava orando por isso antes de você entrar aqui. Eu estou te dizendo isso pra que tenha certeza que é o nosso Pai que está fazendo isso e não você ou eu. Eu estava orando pra saber pra quem eu dava meu dízimo (70 dolares)e Deus falou que era pra você. A outra coisa engraçada é que eu só carrego iens (dinheiro japonês) comigo e no momento eu estou com dolares,rsss. Acho que isso é mais do que uma resposta do quanto Ele te ama, hein!

Eu (de cara, com a boca aberta, pagando o maior mico,rss) peguei a oferta, agradeci sem graça e surpresa. Estava já de saída, quando o Pr. David pegou minha mão e disse que ainda tinha uma oração pra multiplicar a minha oferta… Acredita!?!

Paguei a inscrição e no escritório foi a choradeira, pois todo mundo estava orando por mim.

COMPUTADOR

No dia seguinte…uma moça jovem me procurou, também não a conhecia (já tinha visto ela e a família no campus), ela me abordou assim:

Moça: Você não me conhece, mas eu tenho algo estranho pra te perguntar. Você tem computador em casa?

Eu (sem entender nada): Na verdade não, porque meu computador está quebrado e estou esperando pra consertar ele.

Moça (começou a chorar): Deus me pediu que desse o meu computador pra você!

Eu (sem ação, branca,…): NOOOOSSAAA! (Eu estava lembrando que estava orando por um computador para as crianças fazerem a tarefa em casa). Eu estou muito honrada pelo o que está fazendo, mas acho que seria legal perguntar pro seu marido se ele concorda com isso, afinal é algo caro, né. Se ele disser não, não se preocupe, pois o mais importante foi saber que Deus pode mover qualquer pessoa pra me ajudar e faz de estranhos família. Muuuuito obrigada por ter sido fiel! (Estava preocupada com ela, pois parecia que esse era o único computador da família e que não tinha outro pra usar)

Moça: Vou falar com meu marido agora e já te dou a resposta.

Não vi mais a moça naquele dia e resolvi descansar sabendo que o mais importante Deus já tinha me mostrado.

Dia seguinte…a família toda da moça vem me procurar dizendo que Deus queria que eu tivesse o computador e que não tinha outra coisa mais importante. (nessa hora, o que a gente faz???) Aceitei suuuper sem graça, mas muuuuito grata! Deus mostrava mais uma vez o quanto se importava e o quanto era poderoso pra mover os corações para que um cuidasse do outro. Eu pensei até em dar pra uma amiga o computador, mas Deus me falou que precisava aprender a receber também. Ele também me dizia que iria cuidar dessa família e dos meus amigos, enquanto eles eram fiéis em obedecer.

TÊNIS

Dois dias depois… Eu e Rapha fomos ao supermercado (onde encontramos tudo o que precisamos – como o Carrefour). O Lucas estava precisando de um tênis pra escola e sabemos que Deus nos abençoa nas nossas necessidades, então fomos atrás. Escolhemos um que estava por 18 dolares, um bom tênis! Fomos até o caixa. Assim que a moça registrou o tênis, o preço que apareceu na tela era de 3,50 dolares (que loucura!!!). Aparentemente o tênis estava em promoção e a gente não sabia…rsss. O Rapha tirou a carteira do bolso, já emocionado, quando a caixa disse: Senhor, aqui consta um crédito de 3,50 dolares. Você gostaria de usá-lo pra quitar essa compra?

Eu e o Rapha ficamos nos olhando abobados sem fala. Quando que a gente vai a um supermercado e sai com um tênis de graça, com um crédito que não sabia nem da onde vinha?!?!?!? hahahaha!!!!

MARSHMALLOW

Um dia depois… Eu precisava levar um prato de doce pra festinha na escola do Lucas. Eu pensei em levar um prato chamado Rice Crispys, que era feito de sucrilhos de arroz e marshmallow. Como nós ganhamos o sucrilhos da base toda a semana, só ficava faltando o marshmallow (que é super barato). Nesse mesmo dia a professora do Lucas me procura e diz: Eu tinha esse saco de mashmallow em casa e senti de trazer pra te dar. Você tem algum uso pra ele? (Gente parece piada!!! cada detalhe!!!)

Sempre temos muitos desafios, mas o mais importante é ver como Deus, é soberano e está se movendo a todo o momento. As vezes estamos tão preocupados com as grande contas, que não conseguimos ver os pequenos milagres do dia a dia.Ter um novo por-do-sol todos os dias, o ar que respiramos, a paz que vem de repente numa situação de imensa tensão, a cura de um ente querido, uma palavra de sabedoria… Vamos lembrar de contar as benção e fazer delas o que nos move todos os dias ao invés das demandas externas do trabalho, das circunstâncias que saem do controle, etc. Existe alguém preocupado o tempo inteiro com cada detalhe da sua vida, que foi capaz de dar o que era mais precioso pra te ter por perto. O que ele não faria pelo seu bem? Deus quer se mostrar dia a dia pra gente e o mais importante, ele quer abençoar outros através de nós. Não espere ter de sobra pra abençoar, só obedeça com tudo o que tem. Seja tempo, talentos, finanças…tudo o que É! Vale a pena!

Queria agradecer nesse momento todos os que tem apoiado a mim e minha família todos esses anos e os novos amigos e familiares que se juntaram ao nosso ministério. Não teríamos como ajudar as pessoas que ajudamos se não fossem vocês acreditando conosco. Quero agradecer especialmente a Igreja Aliança por ser fiel em tudo! Não só financeiramente, mas pelo apoio emocional e por ser família em todos os momentos. Como é raro se ter uma igreja que visa o Reino e não se preocupa apenas em inchar, em si mesma, mas tem o coração em avançar o Reino de Deus. Oro pra que Deus acrescente a vocês enquanto obedecem, acrescente pessoas amorosas, bens, sabedoria, união, visão, perseverança para os dias difíceis, alegria para os de celebração e honra aos líderes que sempre seguraram a corda e não desistiram de acreditar e investir, mesmo em silêncio. Líderes que tomaram a culpa por coisas que não fizeram pra preservar pessoas que amavam…Deus abençoe vocês!!!

Eu , Rapha, Bia e Lucas amamos muuuuito vocês! Família, Amigos, Igreja do Senhor Jesus!

Grande beijo,

Mandem notícias!!! Se tiverem pedidos de oração gostaria muito de fazer parte.

Dia dos Pais

Engraçado como lembramos das coisas mais importantes por meio de rituais e no dia a dia passamos completamente por elas desapercebidos.  Alguns exemplos são aniversário, dia das mães, dos pais, dos professores, dos avós…Esse mês comemoramos duas vezes o dia dos pais. A primeira de acordo com os EUA e a segunda com o Brasil. Foi muito bom ver que a cada ano que passa o meu passado e cada vez mais redimido e bonito.

A memória é algo muito interessante. Tudo aquilo que envolve o que somos é transformado simplesmente pela forma como as enxergamos, seja passado, presente e futuro. Tenho investido tempo aprendendo como é poderoso nos esforçarmos por enxergar as coisas com uma visão divina, assim tudo é válido e importante! Nada é desperdiçado. Um exemplo: Quando perdemos algo importante pra nós e temos a ajuda de amigos e família pra nos ajudar…podemos olhar com a visão da perda ou com a visão do consolo daqueles que amamos. Ou quando estamos sós e culpamos a todos pela nossa solidão… podemos ver o momento como vítimas ou entender a nossa parte em todo o processo, tentando entender o que fazemos pra afastar as pessoas e tentar transformar o que está quebrado. É sempre uma escolha…Podemos escolher nos agarrar ao pior  lado das pessoas ou enxerga-las pelo seu potencial em si, esperando delas exatamente o que gostaríamos que esperassem de nós. Tudo tem a ver com perspectiva, valor e esperança.

Queria muito agradecer meu pai nesse texto, lembrando todos os momentos em que acreditou em mim, por nunca ter desistido de mim, mesmo com toda a sua fragilidade, lutou como sabia melhor. Obrigada por ter provido pra mim e pra nossa família um experiência maravilhosa de conhecer outras culturas e por ter dado o primeiro impulso pra minha carreira em missões transculturais. Obrigada por sempre me lembrar de só falar aquilo que fosse edificante e NUNCA falar dos outros pelas costas. INTEGRIDADE é uma das palavras que posso usar pra descreve-lo e por isso consigo ajudar muitas pessoas a poderem ter esperança na VERDADE. Vale a pena! Você será sempre o pai que Deus escolheu pra mim e sou grata por ter me dado uma casa, família, sustento, esperança pra ser o melhor que posso ser. Isso não tem preço.

Agradeço também aos meus pais na fé que acreditaram em mim e me apoiaram nessa jornada de construir um Reino onde o AMOR é algo presente e dinâmico. Por saber que posso continuar minha corrida e sempre ter o apoio não pelo o que faço, mas por quem sou. Fazer é inevitável por sermos de propósito, mas o verdadeiro amor nunca pode ser baseado no que fazemos, mas em quem somos.

MUITO OBRIGADA!!!

NOVIDADES:

Em Setembro começo um curso, uma vez por semana, por seis meses, ele aborda arte terapia na infância. Ele será dado por uma profissional que já trabalha à 20 anos na área e me foi indicado pela minha mentora que tem me acompanhado semanalmente. Tem sido muito bom poder ver o potencial da arte na cura de pessoas de forma poderosa e permanente.  Fui chamada também pela escola dos meus filhos (um ministério da base) pra ajudar na parte logistica. Vou ajuda-los nesse começo de ano. Quanto ao Instituto de Filme estou muito animada pelo processo de produção daquilo que temos sonhado em relação a atingir a cultura fora do ambiente cristão com verdades do Reino de Deus com algo belo e excelente.

O Rapha tem continuado a trabalhar bastante no TFI (Instituto de Filme) e tem sonhado com coisas que Deus compartilhou com ele a quase 5 anos atrás. Estamos orando a respeito daquilo que Deus plantou em seu coração. Por enquanto estamos em fase de oração, quando tivermos algo claro compartilharemos. Orem por nós pra que ouçamos claramente o que Deus quer fazer nesse momento de novo.

A Bia está indo muito bem no inglês e tem muitas amigas. Hoje está indo acampar na praia com as amigas e família. Está crescendo muito de continua muito bonita. Interessante ver ela crescendo em estatura e no coração. Ela é muito amorosa e nesse tempo de verão resolveu ajudar servindo no acampamento ao invés de participar. Ela era responsável por cuidar de um bebê durante o tempo de aula e fez isso muuuuito bem. Muuuuito orgulho da filhota!

O Lucas está participando do acampamento e tem sido muito divertido pra ele junto com os amiguinho. Ele tem um grande amigo agora e tem feito muitas descobertas ao redor do campus. Estudando plantas, pássaros, animais…Ele também decidiu que quer ser samurai ao invés de ninja, porque o samurai tem honra e ajuda as pessoas em comparação ao ninja que são assassinos,rsss. Imagina só ele explicando isso pra mim,hahaha. A coisinha mais linda.

Bom pessoal, a minha memória continua ruim para os detalhes, por favor me perguntem sobre o que quiserem saber e assim vai ficar mais fácil lembrar pra escrever, ok.

Queria que orassem:

– meu computador ficou louco e tivemos que mandar pro conserto (orem pra que eu consiga responder meus e-mails e continuar mandando os blogs,rsss)

– estamos pensando em como fazer mais presente o que fazemos para as crianças, de forma que sejam sempre parte. Orem pra que eles continuem tendo a visão de Cristo para si e não simplesmente pelas nossas escolhas.

– pra que cada dia mais sejamos relevantes na vida da comunidade e nas nações.

– Temos um amigo que serve conosco chamado Uli e que descobriu essa semana que está com câncer na perna e provavelmente pode ter espalhado para o pulmão. Por favor orem por ele!!! Levantem os intercessores!!! Estamos esperando os resultados e ele deve ir pra mesa de operação semana que vem.

Amo vocês,

 

Beijo grande,

 

Perdi a conta…

Chega uma hora que a gente perde o tempo do quanto já se passou desde a última mudança, do último ponto de referência. Pode ser por ter ficado sem meu computador por algum tempo ou simplesmente por estar vivendo dia a dia sem me preocupar com o ontem e o amanhã. Parece que a gente está flutuando no ar.

 

Notícias… (estou tentando escrever tudo de forma informal pra não ser entediante, mas desculpa se começar a dar sono…rsss)

Estou muito feliz servindo no projeto Summer Surge que visa trazer voluntários para construir o prédio de mídia e refeitório da Universidade das Nações. Estou como voluntária numa colonia de férias para as crianças dos voluntários que estão chegando. Damos aula sobre a história do Hawaii, sua cultura, língua, fauna, flora, geografia… tenho aprendido mais do que as crianças. Nosso objetivo é de que as crianças entendam seu propósito nesse tempo, que entendam que não foram arrastadas por seus pais. Facilitando a elas um encontro com o Pai. Tem sido muito importante ver as crianças chegando e seus pais também tendo uma oportunidade de entender o serviço voluntário, fazendo algo de grande impacto.

Estamos lançando um webpisódios do projeto e vocês podem ter acesso em www. konasummersurge.com

ARTE TERAPIA… tem sido muito bom o curso. Estou sendo mentoreada por uma senhora que tem mais de 20 anos na área e é impressionante o tanto que ainda há pra aprender. Como podemos ajudar alguém de uma forma tão ingênua e tão profunda. Tenho me sentindo como Eliseu com Elias,rsss (da vontade de ficar o tempo todo andando junto só pra ver se consigo captar 1/3 do que a vida e experiência deram a essa heroína)

Semana passada comemoramos o aniversário da Beatriz (11 anos). Tivemos uma festa do pijama com amiguinhas!!! Assei até um bolo (viu Lulu e Milton!). Ver a minha lindinha crescendo é uma coisa muito gostosa. Tenho aproveitado muito, assistindo de camarote a linda moça que ela está se tornando. Já está arrasando no inglês. E pra fechar com chave de ouro o tempo que temos passado juntas, ela atendeu a um apelo por Cristo nessa última Terça-feira. Ela foi sozinha a frente do auditório, ficamos eu e o papai dela assistindo a entrega dela pra alguém muito maior e que com certeza com maior competencia de cuidar dela melhor do que jamais conseguiremos. Que emoção foi ver ela entendendo que sua vida pertence a Jesus e que isso ela tem que escolher por si própria e não por seus pais.

O Luquinhas está muito feliz e  falando muito bem o inglês também. Já começou a me corrigir, rssss. Bonitinho demais gente… as vezes começa a traduzir algo em inglês pro português e fica muito engraçado. Ele tem muito orgulho em ser brasileiro e por falar português. Tem cantado músicas e ensinado português pra os amigos aprenderem e todos já estão me cumprimentando em português – “Bon dia!”, “Coma vai vossê?”.

O Rapha tem servido gravando bastante pra os projetos do Instituto de Filme na UofN. Cada um mais explêndido que o outro. Tem um projeto sobre uma organização que adota crianças na Uganda que são deficientes, eles fizeram um vídeo que ilustra o sonho de uma das crianças e o quanto é possível sonhar e viver. Assim como esse está sendo feito o propósito é dar voz àqueles a quem Deus ama. Ele também tem tocado bastante com os líderes de louvor daqui.

Não tenho como expressar a oportunidade de estar aqui e de ver heróis da fé, líderes que admirava de longe e hoje tomo café com eles, ver histórias de pessoas que passaram por perdas, venceram grandes batalhas, venceram a morte.

O que tem queimado no meu coração cada dia mais, é poder chegar aos que estão em ignorancia fora dessa realidade de amor. Preciso ser paciente, porque ainda estamos em fase de desenvolvimento de um movimento onde se é possível servir com excelência, atendendo a qualidade reconhecida lá fora, sem perder o valor de comunidade e família. Está sendo um tempo de peregrinação, caminhando por um lugar que nunca passamos antes, abrindo caminho pra muitos que ainda virão. Nosso coração é de trazer uma opção para todos que desejam viver para os sonhos de Deus de forma abundante. Dando a eles o poder de escolha, de não se contentarem a escravidão do mercado de trabalho e da mídia, mas poderem conquistar seu espaço com dignidade, esforço,  tendo a possibilidade de fazê-lo integralmente com tudo o que acreditam, com seus valores e com suas famílias como parte inerente a sua vida. Precisamos ser resposta e não reagirmos ao que já existe, pois até os que vivem nesse sistema clamam por uma saída, uma nova oportunidade de vida.

Como estou feliz por ter a família que tenho. Meu marido é incrível e o  amo tanto, meus filhos… me foram dados de forma tão maravilhosa. Agradeço a Deus todos os dias por me dar a oportunidade de mudar vidas a partir da minha própria casa em direção ao mundo!

Obrigada novamente a todos vocês que participam da nossa vida. AMAMOS VOCÊS!

Por favor, mandem noticia, queremos saber o que tem feito.